terça-feira, 29 de dezembro de 2009

200 anos do nascimento de Frédéric Chopin em 2010


Estudei piano por 10 anos na minha infância, ainda toco hoje - embora não como antes-, mas tenho um sentimento muito especial por este instrumento magnífico. O compositor que mais gostava de estudar era Chopin, por isso, gostaria de fazer uma humilde homenagem com um post sobre ele, agora que fará 200 anos do seu nascimento. Durante todo ano de 2010 colocarei obras suas nos meus posts.
Frédéric Chopin (1810-1849) foi um compositor polonês do período romântico (talvez o ícone desta fase), um gênio, sendo considerado um dos maiores compositores para piano de todos os tempos. Era filho de mãe polonesa e pai francês. Em uma escola que frequentou em Varsóvia já impressionava os professores por sua habilidade para fazer retratos e escrever cartas. Mas o dom era mesmo para música, tendo aos 7 anos já composto duas " polonesas" e sendo considerado um segundo Mozart naquela cidade. Aos 20 anos já dava concertos em Viena e no leste europeu, mudando-se posteriormente para Paris, onde fez carreira como intérprete, professor e compositor . Lá teve contato com personalidades artísticas da época, como o pintor Eugène Delacroix (que fez retratos seus), o compositor Franz Liszt (que terminou de compor um de seus noturnos após a sua morte), fez amizade com outros compositores renomados como Berlioz, Mendelssohn, Bellini e Schumman (este último o considerava um gênio). Teve uma relação amorosa turbulenta com a escritora francesa George Sand, através da qual conheceu a maioria destas " celebridades". Morreu aos 39 anos aparentemente vítima da tuberculose, assim como muitos outros românticos famosos (embora haja suspeitas de que fosse portador de fibrose cística, já que nunca teve boa saúde). Antes do seu funeral foi retirado o seu coração (a pedido dele), o qual a sua irmã levou, dentro de uma urna de cristal selada, banhada em cognac, para Varsóvia. Esta caixa permanece selada em um pilar da Igreja da Santa Cruz, com os dizeres " onde o seu tesouro está, está também seu coração", o qual foi poupado pelos nazistas durante a 2a. guerra. O funeral foi na Igreja de la Madeleine em Paris, com a presença de 3000 pessoas e ao som, entre outras, da " Marcha Fúnebre", por ele composta. Está enterrado no cemitério Père Lachaise em Paris.
Estudar Chopin hoje é imprescindível para todo o estudante de piano, não só pela dificuldade técnica, mas principalmente pela profundidade expressiva que as obras exigem, deve haver um mergulho na musicalidade. A sua influência na música erudita é indiscutível e pode ser observada em vários compositores, como Schumman e Liszt. Ele inovou em formas musicais exclusivas para a época, como as baladas, as sonatas para piano, noturno, improvisos e prelúdios, além de incorporar em alguns trabalhos os sentimento nacionalista eslavo, em suas mazurkas e polonesas. Muitas obras são internacionalmente conhecidas, como é o caso da Valsa Brilhante (do desenho do Tom e Jerry), da balada no. 1 op. 23 (que foi trilha do filme O Pianista), da própria Marcha Fúnebre, da Fantasia-Impromptu e da primeira parte do Estudo op. 10 no. 3 (que foi trilha da minissérie Riacho Doce) . Este último, o qual estou deixando aqui, foi feito em homenagem ao amor do compositor pela ópera e pela sua terra natal, a Polônia. Ele próprio considerou esta a sua obra mais intimista, tendo uma vez escrito que nunca mais na sua vida conseguiria fazer uma melodia tão bela. Esta obra é conhecida como Tristesse (tristeza em francês).
Sem dúvida a música de Chopin é de linguagem universal, fala direto ao coração das pessoas. Ele é definitivamente o poeta do piano.
Você pode aprender mais sobre Chopin neste site: http://www.ourchopin.com/
As figuras correspodenm a: (1) Chopin tocando no salão do príncipe Radziwill - H.Siemiradzki; (2) Retrato de Frédéric Chopin - Eugéne Delacroix; (3) George Sand ouvindo Chopin ao piano - Adolf Karpellus; (4) Chopin no leito de morte.
Os vídeos correspondem às seguintes obras: Estudo no.3 opus 10 ("Tristesse") e Valsa do Minuto.

video video

9 comentários:

  1. Oi Paty!
    Gostei muito do post e será prazeroso acompanhar suas postagens em 2010.
    Que você e o Reno tenham um excelente 2010, pleno de sucesso e felicidade!
    Forte abraço de Enio e Ariane.

    ResponderExcluir
  2. Ola PATY , TUDO BEM, ADORO TEU BLOG, Sempre tao bem cuidado, pesquisa, opiniao, conehcimento pessoal, sensibilidade, sempre bom viar aqui, como entra numa biblioteca iluminada e sentar num jardim pra ler...

    Bem, vamos ao tema, nao vou flar de CHOPIN, VOCE ja falou tudo, vou falar de quem toca piano! aCHO isso maravilhoso, sei que é uma tecnica, mas uma tecnica magica, chegar num lobby do hotel, sentar no piano e começar a tocar, tocar ragtime, tocar chorinho, samba, rock, classicas,com toda conotação boa que essa palavr poss ater, se é que tem, que INVEJA!
    BEIJOS MIL
    IBERE

    ResponderExcluir
  3. Sempre quis aprender a tocar piano, mas só agora, já adulta, estou podendo estudar.
    Aqui em casa há uma coleção de cds de músicas clássicas e sempre achei as de Chopin um tanto densas.

    http://lasanhadeabobrinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Toco violão clássio e me fascino por todos os tipos de instrumentos. Muito bom o seu post... adorei!
    um ótimo 2010!
    abraços!

    ResponderExcluir
  5. Oi Paty, amei ter encontrado o seu blog. Também amo piano e tudo relacionado as artes. Quando criança comecei a estudar piano, mas parei logo que meu pai faleceu. Não consegui continuar, pois ele era um grande admirador das músicas clássicas... e eu, quando tocava, chorava... até hoje me emociono vendo alguém tocando piano.

    um feliz 2010 e estou te seguindo!

    ResponderExcluir
  6. Que legal o post! Aprendi muita coisa sobre Chopin, ou melhor, aprendi tudo o que eu não sabia... Muito legal sua homenagem!

    ResponderExcluir
  7. Oi Patty, tou de volta pra te fazer uma sugestao, voce euq gosta de pesqeuisar e explicar de um modo tao agradavel tudo oque se refere a arte, porqeu nao da uma olhada no " GEORGE GROSZ" um expressionista alemao qeu criticava a sociedade bruguesa e a ascensao do nazismo, ele tem quadros, desenhos caricaturas, num traço lindo e umwa curisosidade: alguma scenas dofilme cabaret reproduzem exatamente os personagens de Grosz, um beijo
    Ibere

    ResponderExcluir
  8. Parabéns, como todos sabem Chopin escrevia partituras com, certamente, inspiração divina.
    Tudo que se faz para divilgar este músico é preciosíssimo.

    ResponderExcluir
  9. Olá Paty, achei bem interessante o seu blog.
    Parabéns, eu também possuo um blog de partituras para piano e o Chopin é destaque lá... Acesse!

    http://www.classicosdepiano.blogspot.com/

    se voce poder siga o meu blog, eu tenho certeza que voce vai gostar!
    Olha, eu já estou seguindo seu blog!
    Beijos!

    ResponderExcluir