sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Vou botar um filho no mundo. Chega de PT!



Olá leitores. Pela segunda vez desde que criei este blog, vou utilizá-lo para fins políticos, pois não é este objetivo inicial. Por isso já peço desculpas àqueles que me visitam para ler sobre arte, música e viagens, pois este é um assunto indigesto. Mas enfim, terei o meu 1o. filho em breve e, embora este canal tenha pouco alcance, quero tentar fazer a minha parte pensando no Brasil para as próximas gerações.

Peço que tentem ler este post isentos de suas opiniões pessoais, apenas como se lê um texto qualquer, com a mente aberta para reflexões.

Por que não quero PT e Dilma:


* Lula, que sempre quis ser o detentor maior da ética e da honestidade (insultando a todos os brasileiros, como se ele fosse o único a merecer este adjetivo), teve seus governos marcados por ínumeras fraudes e falcatruas (mensalão, dinheiro na cueca, Zé Dirceu, Erenice, Eletrobrás, Correios, filho do Lula que ficou milionário em seu governo...). Se alia a pólíticos podres (Collor, Sarney, Renan Calheiros, Jader Barbalho, Maluf) para se perpetuar no poder. Se você ainda tem dúvidas, procure você mesmo na internet e no youtube sobre estes assuntos, há vários depoimentos e comprovações. http://www.youtube.com/watch?v=pOO1M8OZpEI


* Dilma é a favor da legalização do aborto (http://www.youtube.com/watch?v=CPtb7c5aIfc ; http://www.youtube.com/watch?v=TdjN9Lk67Io para ela o aborto é apenas uma agressão ao corpo da mulher, e não o assassinato de um novo ser humano. E ainda por cima quer que este crime seja feito com dinheiro público, pelo SUS (veja o decreto Plano Nacional de Direitos Humanos 3: portal.mj.gov.br/sedh/pndh3/index.html ). Aborto não é problema de saúde pública, não se engane. Morrem no máximo 100-200 mulheres por ano por aborto (neste dado ainda estão aqueles não provocados e 1/3 dos casos são gravidez ectópica). Veja você mesmo em DATASUS: www.datasus.gov.br/ e procure por mortes - gravidez que termina em aborto. Abaixo coloco a tabela de 2007.

* Lula não fez nada de inovador na sua política econômica, apenas seguiu os passos do governo anterior. Logo ele, que estava sempre a fazer bravatas contra banqueiros e especuladores: estes nunca lucraram tanto aqui no país (veja isso em fala do próprio Lula em 2:20 min http://www.youtube.com/watch?v=49MSpJEzj5I ). Logo ele, que criticou tanto o Plano Real (veja a opinião deles agora http://www.youtube.com/watch?v=wcbEnnhkDd8 )

* Lula não fez praticamente nada para reverter a alta carga tributária. Ok, reduziram o IPI e melhorou crédito imobiliário, mas deixou milhões de pessoas endividadadas e inadimplentes (não esqueçamos do que ocorreu nos EUA com a hipotecas e a bolha imobiliária). A CPMF só terminou pela pressão da oposição - que vergonha hein PT?


* O PT e seu governo, através do PL 122/06 , fará com que as pessoas não possam se manifestar contra o homossexualismo pois isso será crime http://www.portasabertas.org.br/liberdadereligiosa/pontos.asp .
O Plano Nacional de Direitos Humanos 3 (PNDH-3) prevê adoção de crianças por casais gays. Nada contra os gays, cada um faz o que bem entende na sua privacidade. Mas quero ter a liberdade de poder dizer que acho errado e não ser tachada de preconceituosa.

* O PT e seu governo são a favor da invasão de propriedade privada (movimento MST). Novamente, segundo o PNDH-3, quem tiver uma propriedade invadida não terá direito a recorrer à justiça, a posse passará a ser do invasor. http://www.youtube.com/watch?v=eJq1L8ub4kk


"Lula, o filho do Brasil"

* O PT e a esquerda em geral estão infiltrados em diversos movimentos artísticos. Quem não é de esquerda quase não tem chance neste meio. O filme "Tropa de Elite -1", por exemplo, que no meu entender fez críticas a este pensamento esquerdista de que "traficante é coitado e a polícia é autoritária" e ao pensamento do filósofo Michel Foucault (ídolo desse pessoal), não foi bem visto nos meios artísticos nacionais. Mas o filme "Lula, filho do Brasil", foi democraticamente escolhido (pelo isento Ministério da Cultura) para representar o Brasil e concorrer a uma indicação ao Oscar.

* Sou terminantemente contra a doutrinação marxista e homossexual que acontece nas escolas, nas novelas e em vários meios de comunicação influenciados pela esquerda (http://www.escolasempartido.org/). Quem já não teve um professor sequer (geralmente das ciências sociais ou humanas) que não tentou influenciar seus alunos para as causas esquerdistas? Se você argumenta contra, eles logo vêm dizer: " ah então você prefere que volte a ditadura??" " você é reacionário, fascista...". Reflita e veja se isto não aconteceu com você. Novamente gente, nada contra os homossexuais. Mas não acho correto querer ensinar na escola que "menino não é menino e menina não é menina necessariamente" (para maiores detalhes, entre no site que coloquei e também naquele do PNDH-3).


* O PT e seu governo enchem a boca para falar em democracia, mas querem se perpetuar no poder a qualquer custo, além de se aliarem a políticos internacionais democraticamente suspeitos (Hugo Chavez, Evo Morales, Mahmud Ahmadinejad). Isto porquê o seu discurso democrático é falso. Experimente falar contra, para ver o que acontece. O próprio presidente dá o mau exemplo, utiliza a máquina pública para tal. Mas isso faz parte da estratégia deles para convencer as pessoas. Sugiro a leitura deste artigo: http://www.midiasemmascara.org/artigos/eleicoes-2010/11534-a-onipotencia-da-tagarelice.html e este vídeo (em que um dos fundadores do PT- pasmem - alerta para esta questão: http://www.youtube.com/watch?v=6D6Ocm9xbgo )



* O comportamento do presidente Lula, de colocar pobre contra rico, de defender bandido com a desculpa de que eles não tiveram oportunidades, a própria relação do PT com as FARC, o enfraquecimento da polícia, tudo isso aumenta a insegurança e a violência (sugiro leitura deste texto: http://www.olavodecarvalho.org/livros/bandlet.htm ). Ainda por cima, tem toda a questão do assistencialismo do bolsa família (veja a opinião dele antes e depois de eleito sobre o assunto: http://www.youtube.com/watch?v=CYl6XmtpyZQ ). Se o próprio presidente não estudou e quase não trabalhou, por que os jovens haveriam de fazê-lo, não é?

Steve Hanks - Holding the Family Together
* A esquerda em geral não tem propostas para fortalecimento da instituição família, antes pelo contrário, quer "desconstruir a heteronormatividade" - vide PNDH-3. Sob a desculpa de proteger a criança, cria leis como a " lei da palmada", que joga filhos contra pais, mas não protege a criança da violência e sexualização precoce exposta nos meios de comunicação.

Entendo que você possa estar indeciso, pois a propraganda do governo em benefício próprio, vendendo a imagem de salvadores da pátria e descobridores do Brasil, é muito forte. Mas pense bem, você acha que o país está tão bem? Nada pode vir de bom se um partido político permanece tanto tempo no poder, pense nisso. Você colocaria uma pessoa despreparada para administrar a sua vida, os seus interesses, a sua empresa, a sua família? Pense, tudo o que eles fazem lá reflete na nossa vida. Temos um grande poder e uma grande responsabilidade em nossas mãos.

domingo, 10 de outubro de 2010

Eric Martin completa 50 anos


No dia 10 de outubro de 2010 o cantor americano Eric Martin completou 50 anos. O vocalista do Mr.Big é um dos meus cantores e artistas favoritos, então não poderia deixar de homenageá-lo.

Sou fã dele há quase 20 anos; conheci a banda através de um primo meu muito querido - que por sinal é bem parecido com ele. Na época, a banda ficou conhecida mundialmente pela canção To be with you, do álbum Lean into it.

Mas tenho uma recordação muito especial da época do álbum Bump Ahead. É porque nesta época, após uma desilusão amorosa quando eu tinha 15 anos, a minha imunidade ficou tão baixa que acabei contraindo duas doenças infecciosas (hepatite A e mononucleose). Fiquei 2 meses de cama, em plenas férias de verão (janeiro e fevereiro), enquanto todos os meus amigos iam para a praia curtir. Que depressão né?? Como eu ficava vendo televisão o dia inteiro, acompanhei a chegada do Mr.Big no Brasil, onde participaram do M2000 Summer Concert (que ocorreu na praia em Santos, para cerca de 100.000 pessoas, em 1994). Eles participaram de entrevistas na MTV, e o carisma do vocalista me conquistou de vez. Músicas como I promised her the moon, The whole world is gonna know, Ain´t seen love like that e Nothin´but love, com certeza me ajudaram a me recuperar desta "fossa" e me fortalecer.

Com o passar dos anos, o Mr. Big lançaria ainda outros álbuns, assim como também passariam por uma crise que culminou com a separação da banda. Neste meio tempo, Eric Martin lançou diversos álbuns solo, sendo que há pouco tempo a formação antiga se reuniu.

Inacreditavelmente, em 2008, tive a chance de enfim vê-lo bem de pertinho, num show solo dele aqui em Florianópolis; fui uma das primeiras a chegar, então fiquei na frente do palco. Fiquei alguns dias boba, sem acreditar. Mas é realmente muito bom ver um ídolo seu de adolescência de perto, ver que ele é real ... é muito interessante isso. Mas como sou muito certinha, o show terminara tarde (às 2h30 da madrugada de uma quinta- feira) e eu tinha que trabalhar cedo no outro dia (sou médica), fui embora sem esperar para falar com o meu ídolo, que ficou depois do show para interagir com os fãs. Ah, se arrependimento matasse! Acho que nunca terei uma chance como esta de novo... mas enfim...

Quero registrar a minha homenagem a este cantor de voz única e talentoso compositor, que criou melodias e letras marcantes que fizeram parte de vários momentos da minha vida (aliás, inclusive no meu casamento, canções como I love the way you love me, These are the good times e Fly - da carreira solo- , e I´ll leave it up to you - do Mr. Big http://moradadevenus.blogspot.com/2009/07/primeira-vez.html, fizeram parte da trilha sonora).
Feliz aniversário Eric Martin! Obrigada, e vida longa ao seu sucesso!

Deixo abaixo o vídeo da canção Goin´where the wind blows, e a letra traduzida:
video

Goin' Where The Wind Blows
Indo Para Onde o Vento Sopra

Someone said life is for the takin', here I am with my hand out,waitin' for a ride.
Alguém disse que a vida é para ser vivida. aqui estou eu com minha mão para fora
Esperando por uma carona

I've been livin' on my great expectations, what good is it when I'm stranded here,
Eu estive vivendo nas minhas grandes expectativas, de que adianta isso, quando estou abandonado aqui
And the world just passes by?
E o mundo simplesmente passa?
Where are the signs, to help me get out of this place?
Onde estão as placas para me ajudar a sair desse lugar?

If I should stumble on my moment in time, how will I know?
Se eu tropeçar no meu momento no tempo, como eu saberei?
If the story's written on my face, does it show?
Se a estória estiver escrita na minha cara, ela aparece?
Am I strong enough to walk on water, smart enough to come in out of the rain?
Eu sou forte o bastante para andar sobre a água, esperto o bastante para sair da chuva?
Or am I a fool goin' where the wind blows?
Ou eu sou um tolo? indo para onde o vento sopra

Here I sit halfway to somewhere, thinking 'bout what's in front of me, and what I left behind.
Aqui eu sento, na metade do caminho para algum lugar, pensando no que está na minha frente e o que eu deixei para trás
On my own supposed to be so easy, is this what I've been after, or have I lost my mind?
Ficar sozinho deveria ser tão fácil, eu estive atrás disso? Ou eu perdi a cabeça?
Maybe this is my chance, and it's coming to take me away, yeah...
Talvez essa seja a minha chance, e ela está vindo para me levar embora

Refrão

Here I am, walking naked through the world,
Aqui estou eu, andando nu pelo mundo
Taking up space, society's child,
Ocupando espaço, o filho da sociedade
Make room for me, make room for me, make room for me!
Abra espaço para mim, abra espaço para mim, abra espaço para mim!

sábado, 9 de outubro de 2010

Baladas do Rock: I´ll cry for you

Dando sequência na série Baladas do Rock, posto hoje um videoclipe de uma das minhas bandas favoritas, Europe. A banda sueca ficou bastante conhecida nos anos 80, devido ao sucesso comercial que teve o álbum The Final Countdown. A canção que coloco, I´ll cry for you, é uma balada do álbum Prisoners in Paradise, o último da fase hard rock da banda. Após uma separação de quase 10 anos, em 2003 eles retornaram, mas com um som mais pesado, mais cru, com pouco teclado e backing vocals, que eram suas características na época glam. Fico feliz pela reunião da banda, mas gostava mais do seu som nos anos 80.


Este videoclipe mostra bem o visual típico das bandas de hard rock dos anos 80, e foi gravado no Cirkus, um teatro em Estocolomo, que tem capacidade para 1650 pessoas, sendo muito utilizado hoje em dia para concertos, shows e musicais. Este belo lugar foi inaugurado em 1892 e foi originalmente utilizado como circo, por isso, você verá no videoclipe diversas imagens relativas a circo.


video

I´ll cry for you (Eu chorarei por você)

I never dreamed that I could fall but something's come over me
Eu nunca sonhei que pudesse me apaixonar, mas algo está vindo sobre mim
Now I'm sittin' starin' at the wall afraid for my sanity
Agora estou aqui sentado olhando para as paredes temendo por minha sanidade
The sound of your voice the touch of your skin it's hauntin' me
O som da minha voz, o toque da sua pele, está me assombrando
I'm still tryin' to come to my senses, but I can't look back so I'm takin' my chances
Estou tentando voltar à razão, mas não posso voltar atrás, então estou me arriscando
I wanna give you my heart, give you my soul
Eu queria te dar meu coração, te dar minha alma
I wanna lay in your arms, never let go
Queria deitar em seus braços, nunca soltar
Don't wanna live my life without you, but I know when you're gone
Não queria viver a minha vida sem você, mas sei que quando você se for
Like a fire needs a spark, like a fool in the dark
Como o fogo precisa de uma faísca, como um bobo na escuridão
Honey, I'll cry for you Amor, chorarei por você

Wonderin' why I'm runnin' scared from what I believe in
Me pergunto porquê estou correndo assustado daquilo que eu acredito
I know that love is just another word to say what I'm feelin'
Eu sei que amor é mais outra palavra para dizer o que estou sentindo
For once in my life, the future is mine, it's callin' me
Por uma vez na minha vida, o futuro é meu, está me chamando
I've been searchin' so long for an answer
Tenho procurado há tanto tempo por uma resposta
But it's too late now So I'm takin' my chances
Mas agora é tarde demais, por isso estou me arriscando