sábado, 24 de julho de 2010

150 anos do nascimento de Alphonse Mucha

F. Champenoise

Em 24 de julho passaram-se 150 anos da morte do artista tcheco Alphonse Mucha, um dos meus favoritos. Na minha opinião, ele é um dos artistas que mais soube observar e transmitir aos seus trabalhos a alma feminina, com a sua sensualidade, seus jeitos, seus olhares, sua delicadeza.

Frutas e Flores

Alphonse Maria Mucha (24 de julho de 1860 – 14 de julho de 1939), foi um pintor tcheco da Art Nouveau, conhecido pelo seu estilo próprio e imagens femininas. Como vários artistas da sua época, procurou um "lugar ao sol" em Paris, centro das artes no século XVIII. Próximo ao Natal de 1894, ocorreu de Mucha entrar em uma loja de impressões onde havia uma súbita e inespedada necessidade por um novo pôster de propaganda para uma peça a ser estrelada pela mais famosa atriz da França, Sarah Bernhardt. Mucha se voluntariou para produzir uma litografia em 2 semanas, e em 1o. de janeiro de 1895, o pôster da peça Gismonda apareceu nas ruas de Paris. A ilustração foi um sucesso, anunciando o novo estilo artístico e seu criador aos cidadãos parisienses. A atriz ficou tão satisfeita com o resultado que assinou um contrato com Mucha por 6 anos.


Gismonda
Mucha produziu, no estilo Art Nouveu, uma grande quantidade de pinturas, pôsteres, anúncios, ilustrações para livros, assim como desenhos para jóias, tapetes e papéis de parede. Seus trabalhos frequentemente apresentavam lindas jovens mulheres flutuando em vestidos neoclássicos, rodeadas por luxuosas flores e por auras desenhadas por seus cabelos.
Quando Mucha faleceu, seu estilo estava considerado ultrapassado. Porém, seu filho
Jiři Mucha devotou muito da sua vida para escrever sobre o pai e atrair atenção para sua arte. Um interesse no estilo próprio de Mucha experienciou um forte revival nos anos 60 (assim como o interesse em Art Nouveau em geral) por causa da onda psicodélica.

Perfumaria Violet

No seu próprio país, Tchecoslováquia, as autoridades não mostraram muito interesse em seu
trabalho naquela época. Apenas recentemente surgiu o Museu Mucha, em Praga, dirigido pelo seu neto John Mucha.http://mucha.tyden.cz/

As Estações (Primavera, Verão, Outono e Inverno)
" A arte existe apenas para comunicar a mensagem espiritual, e nada mais" Alphonse Mucha

terça-feira, 20 de julho de 2010

Toscana dos meus sonhos parte 2


San Gimignano
No 1o. post que escrevi sobre a minha vontade de conhecer a Toscana (http://moradadevenus.blogspot.com/2010/06/toscana-dos-meus-sonhos.html), coloquei imagens de obras de arte sobre o lugar. Agora aqui coloco fotos de verdade. Quem sabe um dia coloco fotos batidas por mim, não é mesmo?

Montepulciano

Pisa

Florença

Florença
Siena

sábado, 17 de julho de 2010

Elixir do Amor

L'elisir d'amore (elixir do amor) é uma ópera em dois atos de Gaetano Donizetti. Estreou em Milão em maio de 1832 A ação se passa numa pequena aldeia do século XIX.

Nemorino, um camponês local, garoto tímido e simples, está apaixonado pela jovem e rica Adina a quem dirige inutilmente muitas atenções e ofertas de amor. Adina é inconstante, caprichosa e mostra preferir a corte descarada e presunçosa de Belcore, vaidoso sargento da guarnição do vilarejo. Um dia chega no vilarejo o doutor Dulcamara, um loquaz e pitoresco charlatão que vende um elixir milagroso, uma poção mágica que resolve todos os males. Nemorino logo cai nessa (pois a bebida não passa de um simples vinho) e compra uma garrafinha, bebendo com a certeza que o fabuloso elixir fará com que Adina caia aos seus pés. Mas isso não ocorre, Adina aceita casar-se com Belcore, e um grande banquete é organizado. Nesse meio tempo, no vilarejo se espalha um boato que um tio rico de Nemorino faleceu e deixou a ele uma enorme herança. Logo todas as garotas do vilarejo dedicam mil atenções ao jovem, que acredita que tudo isso seja o efeito do mágico elixir. Também Adina se surpreende pelo que está acontecendo, mas ela não sabia nem da notícia da herança, nem da história do elixir. A verdade é que agora ela também está apaixonada por Nemorino. É nessa hora que acontece a ária Una Furtiva Lacrima, cantada por Nemorino, quando vê a amada chorar de ciúmes e se dá conta que ela o ama. No final, Adina, desfaz o acordo com Belcore, e confessa a Nemorino o seu amor.

Tive a oportunidade de ouvir o Pavarotti cantar Una Furtiva Lacrima num show que fez em Porto Alegre, em 1998, foi um momento inesquecível.

Da ópera só conhecia este trecho, quando em 2008 assiti no CIC em Florianópolis a ópera completa, com legendas em português. Roubaram a cena, além desta ária que é linda, as cenas muito cômicas em que aparecia o médico charlatão Dulcamara, e também a interpretação da soprano Carla Domingues no papel de Adina, que foi excelente (veja o blog dela http://carladomingues.blogspot.com/).

Una Furtiva Lacrima

Una furtiva lacrima negli occhi suoi spuntò
Uma furtiva lágrima nos seus olhos apareceu
Quelle festose giovani invidiar sembrò.
Pareceu invejar aquelas alegres jovens
Che più cercando io vò? Che più cercando io vo?
O que mais eu estou procurando? O que mais eu estou procurando?
M'ama! Sì, m'ama, lo vedo... lo vedo.
Me amas! Sim, me amas, eu vejo... eu vejo.
Un solo istante i palpiti del suo bel cor sentir!
Em um só instante sentir o palpitar do seu belo coração
I miei sospir, confondere per poco a suoi sospir,
Os meus suspiros, confundem-se aos poucos com seus suspiros,
I palpiti, i palpiti sentir ... confondore i miei coi suoi sospir!
O palpitar, o palpitar sentir ... confundir os meus com os seus suspiros!
Cielo! Si può morir!
Céus! se pode morrer!
Di più non chiedo, non chiedo.
Não peço mais nada, não peço.
Ah, cielo!Si può morir, si può morir d'amor.
Oh céus! Se pode morrer, se pode morrer de amor

video

terça-feira, 13 de julho de 2010

Brent Lynch - elegância no contraste luz e sombra

Costal Drive
Estes são alguns trabalhos do artista canadense contemporâneo Brent Lynch. Conhecido do seu país como pintor e ilustrador, desenvolveu variados trabalhos, como ilustrações em capas de livros, murais, obras para colecionadores, pôsteres para eventos como ópera e ballet, além do logotipo para as Olimpíadas de 1988.
Escolhi estes pois gosto da atmosfera elegante, tranquila, e do uso da cor para caracterizar luz e sombra, principalmente na primeira imagem. Adoro como trabalhou os contrastes nos tecidos do vestido da moça e na camisa do rapaz: pode-se realmente sentir a textura dos tecidos.

Costal Ride


Fifth Avenue Cafe

Under the Stars


Twilight Romance

domingo, 11 de julho de 2010

Baladas do Rock - Richie Sambora


Hoje, 11 de julho, o guitarrista do Bon Jovi está de aniversário, fazendo 51 anos. Por isso, seguindo a série de baladas do rock, vou deixar duas dele para homenageá-lo.
Os 2 álbuns solo do Richie Sambora, Stranger In This Town (1991) e Undiscovered Soul (1998), estão entre os meus álbuns favoritos de todos os tempos. Não são trabalhos que tenham ficado muito conhecidos, infelizmente, mas eu recomendo fortemente; para mim são obras de arte no verdadeiro sentido da palavra. Ambos têm a alma do artista, num rock com levadas de blues como é o seu estilo, com letras carregadas de sentimento. Para variar, um vocal impecável com seu timbre inconfundível, além das perfomances na guitarra que, é claro, são a sua marca registrada.
As duas baladas que deixo aqui são do Undiscovered Soul. Escolhi ambas pois são muito românticas, e queria dedicar ao meu marido (já que em junho - mês dos namorados-, estava com enjôos e não escrevi nada...)

In it for love

Life is a road forever winding where it leads us I dont´know
A vida é uma estrada que nos leva sempre, para onde eu não sei
in it together for better or worse searching for our pal of gold
estamos nessa juntos, para o melhor ou pior, procurando o nosso pote de ouro
Time leaves a trail of broken hearts
O tempo deixa uma trilha de corações partidos
so many arrows just keep missing their mark baby that ain't us
tantas flechas que não conseguem encontrar o alvo, mas isso não acontece com a gente
Nothing else matters when you're in it for love
Nada mais importa quando você está nessa por amor
together we can only go higher
juntos só iremos ir mais alto
you can reach any rainbow you're dreaming of
você pode alcançar qualquer arco-íris que com o qual esteja sonhando
nothing else matters at all when you're in it for love, baby
nada mais importa mesmo, quando você está nessa por amor
We'll share in the laughter share in the tears and the promises we keep
Compartilharemos gargalhadas, dividiremos lágrimas, e as promessas que mantivemos
life can be crazy love can be cruel but it's always been a two way street
a vida pode ser louca, o amor pode ser cruel, mas tem sido sempre uma via de duas mãos
You try and give it all you have to give
Você tenta, dá tudo o que tem que dar
so many people don't know how to forgive baby that ain't us
tantas pessoas não sabem perdoar, baby isso não ocorre com a gente
Nothing else matters when you're in it for love
Nada mais importa quando está nessa por amor
together we can only go higher
juntos só podemos ir mais alto
you can reach any rainbow you're dreaming of
você pode alcançar qualquer arco-íris com o qual esteja sonhando
nothing else matters at all when you're in it for love, baby
nada mais importa mesmo, quando vocêe está nessa por amor.



All that really matters

When I look at you I realize
Quando olho pra você, me dou conta
there comes a time in someone's life
chega um momento na vida de alguém
when you find things that matter
que você descobre as coisas que importam
and every time we touch the love runs deep
e cada vez que nos tocamos o amor corre profundo
we realize it's our to keep
nos damos conta que é nosso para guardar
and that's all that really matters.
e é tudo que realmente importa.
You'll always be my sweet addiction in this life my saving grace
Você sempre será meu doce vício, graça salvadora da minha vida
you're all that really matters you know it's true ain't no me without you.
você é o que realmente importa, você sabe que é verdade, eu não existe sem você
When you're in the dark baby don't despair
Quando você está no escuro baby não se desespere
I'm just a spark away I will be there
Estou bem pertinho, estarei aí
and that's all that matters.
e isso é o que realmente importa
You'll always be my sweet addiction in this life my saving grace
Você sempre será meu doce vício, a graça salvadora da minha vida
you're all that really matters you know it's true ain't no me without you.
você é tudo que realmente importa, você sabe qque é verdade, eu não existo sem você
We'll share our lives together yes our flame burns on forever
Nós dividiremos nossas vidas juntos, sim, nossa chama queimará para sempre
and at the final curtain call we can say we did it all.
e quando no final fechar as cortinas, poderemos dizer que fizemos tudo.



video video

domingo, 4 de julho de 2010

O Brasil perde uma chance de aprender um pouco mais sobre caráter

A derrota da seleção de futebol nesta copa de 2010 trouxe muito tristeza aos brasileiros, claro, apaixonados por futebol. Também fiquei triste, embora não seja louca pelo esporte. Fiquei chateada pois é sempre triste quando alguém que batalha, que trabalha forte, que se dedica, não consegue atingir o seu objetivo. Fiquei triste pois se essa seleção ganhasse, acredito que o Brasil e os brasileiros também teriam muito a ganhar, que não apenas a taça do hexa.

Acompanho as copas desde 1994, quando eu tinha 15 anos. Das de 1982, 86 e 90, eu não me lembro. Lembro-me como o Dunga foi importante para aquela seleção de 94. Colocaram ele para ser companheiro de quarto do Romário, que era conhecido pela indisciplina. A parceria deu certo e até hoje são amigos. Aí veio a Copa de 1998, aquela decepção. Em 2002, apesar de gostar do Felipão, não acompanhei os jogos justamente pela decepção de 1998, e acabei não aproveitando tanto a conquista do penta. Mas deixei a descrença de lado e em 2006 voltei a acompanhar. O que vi? As maiores estrelas do mundial, o " quarteto fantástico", entre outros, sem nenhuma motivação, sem nenhum amor pelo seu trabalho, o que dirá pela sua camisa. Decepção total, e olha que nem imaginava o que ocorria nos bastidores.

Nesta Copa, depois que o Dunga resolveu " peitar" a toda poderosa rede Globo, resolvi acompanhar melhor, não apenas os jogos, mas as entrevistas, as matérias na internet. Comecei a prestar a atenção e ter a certeza daquilo que já sabia, mas parecia querer ignorar: esta emissora é maquiavelicamente manipuladora. Aquele editorial do Fantástico narrado pelo Tadeu Schmidt foi a gota d´água, tanto que escrevi um post sobre isso (http://moradadevenus.blogspot.com/2010/06/cala-boca-tadeu-schmidt.html). Após este episódio, comecei a torcer mais pela vitória da seleção. Isso porquê, a contrário do que a mídia quer colocar, o Dunga não fez a convocação que fez por " burrice". Ele a fez baseado na experiência que teve com os jogadores durante 4 anos do seu trabalho, o que faz dele uma pessoa coerente e responsável. Ele a fez também baseado em características pessoais dos jogadores, preferindo aqueles tinham família constituída e que não estavam propensos a gandaias e crises de estrelismo. O que faz dele uma pessoa que valoriza a família (tão em queda hoje em dia, né?) e a ética. Fechou os treinos, organizou a relação da equipe com a imprensa? Chamam-no de ditador por isso. Ora, esta Globo deve mesmo é gostar do oba-oba de todos os setores públicos do Brasil. Quem dera estes estivessem sob as mãos de alguém organizado como o Dunga. Ditadores são eles, ao manipular a informação e " enfiá-la guela abaixo", sem direito a resposta. Eles o chamam de arrogante, pois ele manteve firme a sua palavra e não foi comprado por ninguém, apenas defendeu os seus princípios. Isso não é arrogância, mas sim honradez.

Alguém pode dizer: ah, mas ele foi tudo isso e o Brasil perdeu de qualquer jeito. É verdade. A derrota do Brasil, como será de todas as outras seleções - exceto da única vencedora-, se deu por uma soma de fatores. Mas se o Brasil ganhasse, talvez o povo pudesse fazer uma associação entre a vitória e o trabalho dedicado, entre vencer e ser honrado nos seus princípios, entre vencer e ter o apoio de uma família por trás. Mas infelizmente não venceu, e os brasileiros vão perder esta mensagem. Vão continuar com a soberba de que só o Brasil tem talento, de que só talento basta para se conseguir as coisas. Vão continuar achando que para vencer podem tudo até difamar o nome de alguém. Vão continuar ouvindo e repetindo que nem papagaios o que os jornalistas da Globo falam. É uma pena.

O Dunga que a mídia não mostra:
video