quarta-feira, 30 de setembro de 2009

França, um país que respira cultura

Berço de ícones das artes em toda a sua abrangência (música, pintura, escultura, literatura, cinema, arquitetura etc etc), o país é inspirador para quem quer mergulhar em cultura. A sua capital então, nem se fala. Paris tem tantos museus que resolvemos comprar um pass, que é um cartão que lhe dá direito a entrar em vários museus e monumentos por um período de 2, 4 ou 6 dias. Mas para valer à pena, você deve visitar muitos, para aproveitar ao máximo. Pode-se comprar pela internet, no site http://www.parismuseumpass.com/fr/home.php, eles mandam o pass no seu endereço.
Embora não tenhamos conseguido visitar o tanto de museus que gostaríamos, acho que valeu à pena, tanto na questão do preço como na de já poder entrar direto na atração, sem ter que esperar na bilheteria para comprar ingresso.

Aqui farei uma breve descrição da experiência que tivemos em 3 deles.
Sou louca por pintura, então os que gostei mais mesmo foram o Louvre e o Musée d´Orsay. O Louvre é magnífico, não tenho palavras. A beleza já começa no lado externo, com as esculturas do Jardin de Tuilleries à frente. Por dentro ele é imenso, então vale à pena dar uma estudada antes, para decidir o seu roteiro. Para quem gosta de antiguidade egípcia, a coleção é enorme e ocupa dois andares na ala Sully. Focamos nesta parte pois é a favorita do meu marido, e também na área de pintura francesa no 2o. andar, na de esculturas italianas no térreo da ala Denon (onde está Eros e Psique, de Antonio Canova, que foi pano de fundo para o nosso convite de casamento...) e no grande salão acima, no 1o. andar, onde estão expostos quadros enormes, de pintores franceses como Ingres, Delacroix, Gericault e David, sendo para mim o local mais belo do museu. Na ala de pintura italiana, também no 1o. andar, está não apenas a famosa Monalisa, mas também outras obras de da Vinci, de Boticelli, e Caravaggio. Vale à pena também fazer uma pausa num café localizado no 1o. andar da ala Richelieu, bem simpático, com um belo terraço e profiteroles maravilhosos. Ficamos 4 horas no Louvre, vimos muita coisa, batemos muitas fotos (é permitido), mas gostaria de poder ter tido mais tempo para admirar as obras que mais me emocionam, e não apenas passar por elas e pegar uma foto. Mas fazer o quê? Foi a primeira vez, quem sabe numa próxima vez será menos corrido.

O Museu d´Orsay já é bem menor, mas não menos belo. Para quem gosta de impressionismo, este é o local. Muitas obras de Monet, Manet, Renoir, Degas e Van Gogh. Há uma área de arte decorativa muito interssante com peças de Art Nouveau, escola que também adoro. O site deste museu é muito bom, você pode entrar em cada sala e ver quais pinturas estão lá, e aí então pode organizar um " plano de visita", para ganhar tempo.
Também destaco em Paris o Museu de l´Armée, que fica no Hotel des Invalides. Não sou muito fã de coisas relacionadas a guerras e tal, mas para quem gosta, há uma coleção enorme de armaduras medievais, e também uma grande ala relacionada às duas guerras mundiais.

A Provence, outra região da França que visitamos, também é rica em atividades culturais. Gostei muito de ter visitado o antigo hospício onde morou Van Gogh, em Saint Remy, e poder observar os arredores deste local que tanto o inspirou, com seu sol brilhante, suas oliveiras, seus ciprestes, sua noite estrelada. E logo em frente, no outro lado da estrada, estão as ruínas romanas de Glanum, um antigo assentamento que demonstra a ocupação romana da região.
Também destaco o Museu de la Castre em Cannes, que tem coleções de objetos medievais e da antiguidade de vários continentes (e tem uma vista linda sobre a cidade, pois fica num antigo chateau - castelo - no topo da cidade antiga) e o Museu Oceanográfico de Monaco, principalmente pelos seus vários e enormes aquários.
A citadela medieval de St Paul de Vence, próximo de Nice, me chamou muito a atenção pela quantidade de galerias de arte com obras de muito bom gosto e talento. Não é uma delícia caminhar por ruazinhas medievais e a cada lojinha observar os talentos locais? Quem já visitou Paraty aqui no Brasil sabe do que estou falando: um lugar histórico que respira arte por todos os cantos.
Quando viaja-se, também é interessante pesquisar na internet sobre possíveis eventos que estarão acontecendo no período em que você estará lá. Desta maneira descobri uma festa típica que ocorreu em Arles, como descrevi no post Ah...Provence!, que tivemos a oportunidade de participar. Assim você mergulha de verdade na cultura local, o que é muito divertido!

11 comentários:

  1. As fotos, na ordem em que aparecem, correspondem a: (1) Museu do Louvre, (2) escultura no Jardin des Tuilleries, (3) " Escriba Sentado" - antiguidade egipcia no Louvre, (4)" A liberdade guiando o povo" de Delacroix - pintura francesa no Louvre, (5)" psique revivida pelo beijo de Eros" de Canova - escultura italiana no Louvre, (6)Monet - Museu d´Orsay, (7) e (8) Noite Estrelada e Catedral em Anvers de Van Gogh - Museu d´Orsay, (9) Hotel des Invalides (onde está o Museu de l´armée), (10) oliveiras de Van Gogh em St Remy, (11) ruínas de Glanum - St Remy, (12) Museu de la Castre - Cannes, (13) Museu Oceanográfico - Monaco e (14) feira de Cavalos em Arles.

    ResponderExcluir
  2. ...antiguidade egípcia, a coleção é enorme e ocupa dois andares na ala Sully...
    *-*

    Acho a França super incrível!!
    Espero ter a oportunidade de ir lá um dia! Fiquei doido para ver aqueles dois andares sobres antiguidades Egípcias, elas me fascinam!!

    ResponderExcluir
  3. Nossa, realmente parece ser sensacional.
    Além de ser um país super cultural, é um país de primeiro mundo, beeem diferente do Brasil.
    Um dia chegaremos lá.

    ResponderExcluir
  4. What a lovely quick tour of Paris! I've never seen the Louvre from the angle in your first photo. Very nice!!!

    ResponderExcluir
  5. Que textão hein, hehehe!

    Ótimo, continue assim =D

    ResponderExcluir
  6. eu um dia queria conhecer a frança;;...quem sabe um dia...

    ResponderExcluir
  7. Deu vontade de mergulhar no seu post.

    ResponderExcluir
  8. Querida amiga avassaladora... Tive uma das maiores decepções em viagem quando visitei a França.O povo é mal educado, recusa-se a dar informações a quem não fale frances... foi o unico lugar onde tentaram roubar no troco do dinheiro... Imunda de tão suja, a torre me lembrou um domingão na Quinta da Boa vista!
    Imigrantes de paises africanos que eram posse francesa perambulam nas praças e ruas sem chance de trabalho, reprimidos por policias estupidos ao cubo! o unico luga que gostei mesmo foi o espaço com lojinhas e restaurantes atras da Catedral de Mont Marte... a escadaria e a cantoria dos estudantes... o lojusta era um arabe e falava quase todos os idiomas... Os artistas fazem seu retrato na praça com um sorrio boemio... Fora isso... um porre!
    Um detalhe absurdo! Nos taxis,não permitem que viage ninguem ao lado do motorista... alegam que é o lugar do "le chian" = cachorro!

    Com isso voce não consegue dividir um taxi com mais pessoas!!!!Visitei varios museus... mas francamente, são mais lindos pela internet... de tão lotados que são! voce quase não consegue apreciar as obras... é uma correria!
    Agora, quer se divertir e ver cultura com povo simpatico honesto e educado? Vá a Londres!

    ResponderExcluir
  9. Oi Avassaladoras, que pena que a sua experiência na França não foi boa, pois graças a Deus não tive nenhum contratempo. Me deparei com gente educada e gente mal-educada, como em qualquer lugar, mas é comum ouvir falar isso dos franceses mesmo, vai ver que era porque eu falava um pouco de francês. Também não vi sujeira não, achei todos os jardins impecáveis, tudo muito bem conservado. Os museus podem ficar mesmo muito cheios, por isso o ideal é dar uma estudadinha neles antes pela internet e evitar os horários de pico, e mesmo assim fica corrido, motivo pelo qual tenho que retornar outras vezes, hehehe.

    ResponderExcluir
  10. ...imagina ver estas relíquias ali in loco!!!!
    ...acho muito tri!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Paris é a cidade mais linda e charmosa do mindo...respira cultura, história; é o modelo de cidade da Modernidade...não é local apropriado para turistas fast-food, com nível cultural não tão adequado Á CIDADE-LUZ...para isso, ficar no Brasil, com seu povo lindo de morrer, educado, poliglota, cultíssimo, com praias e locais limpíssimos, atendimento vip, polícia honestíssima, trânsito civilizado e povo cumpridor das leis, é bem melhor...Agora, visitar um país sem conhecer o seu idioma, fala sério...é coisa de tupiniquim, colonizado pelos States, que acha que com inglês macarrônico vai abafar...Outra coisa...qualquer povo civilizado é organizado, por excelência,,,planeja as coisas, e não vai no vamos-que-vamos...o resultado só pode ser mesmo filas, etc etc etc.

    ResponderExcluir